01/02/2016

Tombini vê inflação caindo nos próximos meses

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, disse que o país atravessa o pico da inflação acumulada em doze meses e que o avanço dos preços deverá desacelerar nos próximos trimestres ajudado pela economia em recessão, num processo “gradual, cumulativo e defasado”.

Ao discursar em reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social nesta quinta-feira, Tombini ressaltou que, de um lado, a razão entre os preços administrados e os preços livres está em um patamar próximo ao final da década passada, de modo que os ajustes dos preços administrados neste ano tendem a ser “substancialmente menores” do que os verificados em 2015.

O chamado realinhamento dos preços relativos, que também contempla o movimento dos preços domésticos em relação aos internacionais, impulsionou a inflação em 2015 para o patamar de 10,67 por cento, muito acima da meta do governo de 4,5 por cento, com margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Em outra ponta, Tombini chamou a atenção para a diferença entre o Produto Interno Bruto (PIB) e o PIB potencial da economia, conhecido como hiato do produto.

Confira reportagem na integra através do link abaixo.

Author: Reuters Source Exame.com